Bahia Bahia

Siga-nos

Ramiro Guedes

TIMÓTEO E BOLSONARO: LÁ COMO CÁ, MÁS FADAS HÁ

TIMÓTEO E BOLSONARO: LÁ COMO CÁ, MÁS FADAS HÁ
01 setembro 10:45 2020 Imprimir notícia
Colunista

DA TOCA DA RAPOSA

Ramiro Guedes

TIMÓTEO E BOLSONARO: LÁ COMO CÁ, MÁS FADAS HÁ.

A REVOADA

Nesses negros tempos de pandemia, a leitura se torna a companheira maior desse humílimo escriba. Sempre quis saber a origem da aldeia encantada de Macondo de Gabriel Garcia Márquez. Encontrei sua origem no primeiro livro do escritor, “A Revoada”. Na Revoada, o fascinante povo de Macondo está todo lá: Meme, Adelaida, Padre Ángel, Martin, o Cachorro, tudo de cambulhada com os primitivos costumes e superstições que fazem o encanto de “Cem anos de solidão.” É impressionante o pano de fundo do livro, a história do médico chegado à cidade há 25 anos, cujo cadáver é agora velado pelos três parentes: “um homem que vive e morre na mais absoluta solidão”. 

Gabo, em seu primeiro livro, A Revoada, já era genial.

BUNDÕES

Quando o Capitão chama repórteres de “bundões”, não faz mais do que expor a sua excrecência mental. Os jornalistas assim  qualificados não devem se ofender – a injúria dos tiranos deve servir de orgulho a quem as recebe.

Realmente, somos bundões por suportar um presidente de tal nível.

PANTERA NEGRA

Tristemente, o mundo registrou a morte do ator negro Chadwick Boseman, o Pantera Negra, aos 42 anos, de câncer. Chadwick deu vida a um herói, o Black Panter, que marca a história do cinema e do mundo, tendo virado símbolo para milhões de crianças negras, que precisavam de um super  para reafirmá-las. Mais do que um grande ator, perdemos um símbolo de liberdade e de luta contra a discriminação. 
Imensa perda.

UM DIA DE LEMBRAR E COBRAR

Dia 30 de agosto foi o dia escolhido pela ONU como o Dia Internacional das Vítimas dos Desaparecimentos Forçados. No Brasil, nessa data, o movimento Vozes do Silêncio lançou o filme “Quem é essa mulher”,  que conta a história de Zuzu Angel, que lutou até morrer para encontrar seu filho, Stuart Angel, assassinado pela ditadura e um desaparecido forçado, pois o corpo não foi encontrado até hoje. A data foi estabelecida pela ONU não só para lembrar os horrores do autoritarismo político, mas do desparecimento de forma geral. Rô Mierling, em seu livro “Diário de uma escrava”, revela que “no Brasil, todo ano, 250 mil pessoas desaparecem sem deixar vestígios. Desse total, 40 mil são menores de idade, dos quais um terço são meninas destinadas a fins sexuais. Muitas escapam ou são encontradas, contando histórias terríveis; outras jamais são vistas com vida”.

Os dados são de 2016, mas o terror continua.

DESAPARECIDO DE TEIXEIRA

Por falar em Dia Internacional do Desaparecido Forçado, Teixeira, tristemente, participa da data. Afinal, onde está Ivan Rocha? Vergonhosamente, o crime prescreveu e nenhuma solução foi dada, apesar de D. Valdelira de Jesus, mãe de Ivan, sempre ter feito a pergunta macabra:

Onde será que está aquele moço, Fulano de Tal?

COVID EM TEIXEIRA

Esse humílimo escriba gostaria de entender a euforia dos meios médicos oficiais de Teixeira de Freitas sobre a pandemia do novo coronavírus. Segundo o boletim da própria prefeitura, em 25 de agosto, são 589 casos ativos em Teixeira de Freitas. O comércio continua aberto, bares continuam lotados, pessoas sem máscara andam pelas ruas como se tudo estivesse normal.

A pandemia não chegou em Teixeira de Freitas?

DÚVIDA

Os boletins expedidos pela Prefeitura teixeirense falam apenas de quantos leitos ocupados existem no Regional, na UPA e no Hospital de Campanha. Não seria importante dizer qual a quantidade de leitos disponíveis, inclusive de UTI, nesses locais?

A população precisa saber.

COVID NO PRESÍDIO

A divulgação de dados sobre a pandemia de COVID 19 deve ser a mais exata possível, de maneira a não criar pânico inútil na população se não houver motivos, além da preocupação de manter o povo bem informado. Sites, secamente, por informação da Prefeitura, divulgaram que no presídio de Teixeira de Freitas havia 457 casos do mal. Entramos em contato com o diretor da unidade, Coronel Oziris, e ele esclareceu: realmente o número inicial foi esse, mas, com as medidas tomadas, já existem 375 casos curados, estando a situação sob controle, sem necessidade de internamento ou de se recorrer à rede pública de saúde.

Fica o esclarecimento, mas o susto foi grande.

PRESSÃO

É grave a denúncia de que funcionários da prefeitura, principalmente os contratados, estão recebendo pressão para votar no prefeito Timóteo Brito. Segundo um funcionário nesta situação, as pressões são as mais diversas: ameaça de demissão, demissões de “infiéis” e por aí vai. O funcionário ameaçado fica, nesses tempos de crise, com medo das represálias.

Se isso não é assédio, nada mais é.

SERÁ?

Um político conhecido confidenciou a esse escriba que o prefeito Timóteo assumiu: vai abrir tudo, sem temer a pandemia, para poder fazer sua campanha mais solta.  Fica difícil acreditar em tal absurdo, ainda mais sabendo que S. Exa., pela idade, pertence ao grupo de risco.

Tomara que não seja verdade.

INDIGNIDADE

No Brasil, há muito que a presunção de inocência deixou de ser um corolário jurídico. Para nossa imprensa, o mais comum é a presunção de culpa, lança-se uma acusação, não se dá ao acusado o sagrado direito do contraditório e o que era sigilo se esparrama, muitas vezes sendo apenas especulação, mentira mesmo. Não seria mais justo esperar o final das investigações e suas conclusões?

Pessoas citadas não deveriam ser ouvidas no mesmo espaço da publicação e sua versão publicada? 

O mais fácil é jogar a acusação e deixar rolar.

AS MÁS FADAS LÁ E CÁ

Bolsonaro lá, Timóteo cá: os dois usando todas as armas para tentar a reeleição. O ponto comum é a inauguração de obras do governo passado; o Capitão com obras de Lula e Dilma e Timóteo inaugurando obras quase prontas e com verbas destinadas do governo João Bosco.

Isso sem falar de outras espúrias jogadas no xadrez da sucessão.

E O PDT?

Vejamos como está a questão do PDT: no princípio o PDT de Arnaldinho firmou compromisso com Timóteo. Depois, lançou Calheiros como candidato a prefeito. Em seguida, desistiu de Calheiros e apoiou Caio. Agora, a acusação de alguns membros do partido é que, por compensação financeira e decisão da estadual, volta a apoiar Timóteo. Qual será verdade? Áudios de vários militantes, pré-candidatos a vereador, cobram o apoio a Caio e não aceitam ir com Timóteo. Um dirigente do partido, em áudio, afirma que a agremiação deverá lançar candidato próprio (no caso Calheiros), que está quieto em seu canto.
Brizola deve estar se revirando no túmulo.

FRASES DA TOCA

“Nenhum poder pode censurar a liberdade de expressão ou de imprensa”. (Dilma Roussef, sobre a censura a Nassif).

“Quando a gente para de gritar de horror, a gente aceita tudo. (Laura Capriglione, jornalista, ainda sobre a censura ao blog de Nassif, que não pode falar do BTG pactual, banco de origem do ministro Guedes)

“O VAR no Brasil é uma merda”. (jornalista José Trajano).

“Os super-ricos devem ser tributados e os lucros devem ser compartilhados igualmente”. (Jeffrey Sachs)

“Bolsonaro tenta sequestrar bandeira do Brasil como fez a ditadura”. (Miram Leitão)

“Por que Michelle Bolsonaro recebeu em sua conta 89 mil de Queiroz?” (Pergunta que está bombando nas redes sociais)

“Foi uma ignorância pela qual paguei caro”. (Cauã, sertanejo, infectado pelo COVID 19, depois de fazer gozação sobre o vírus e quase morrer).

 

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês