Bahia Bahia

Siga-nos

Ramiro Guedes

NESSE TEMPO DE PANDEMIA, É JUSTO A PREFEITURA DE TEIXEIRA CONTRATAR UM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA SEM LICITAÇÃO?

NESSE TEMPO DE PANDEMIA, É JUSTO A PREFEITURA DE TEIXEIRA CONTRATAR UM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA SEM LICITAÇÃO?
26 junho 20:35 2020 Imprimir notícia
Colunista

DA TOCA DA RAPOSA

Ramiro Guedes

O ENCONTRO MARCADO

Nesse tempo cruel de pandemia e confinamento, esse escriba,  releitor contumaz, se pegou lendo, pela enésima vez, O ENCONTRO MARCADO, de Fernando Sabino. O que mais atrai esse escriba no livro é o clima absoluto de esbórnia intelectual que é praticada pela geração de Sabino. Impagáveis práticas, como roubar o esqueleto do pai médico de um deles para vender e tomar chope e,  não vendendo, enterrar a ossada no jardim do delegado; as longas bebedeiras na noite de BH e os cotejos intelectuais da turma inteligentíssima fazem a delícia do leitor. Eduardo Marciano, o personagem central, conduz sua angústia existencial em uma atormentada busca de sua verdade interior e cósmica até chegar ao encontro marcado com os amigos.

Leia com entusiasmo.

HOSPITAL SOBRASA

Esse escriba passou pelo desgosto de ter filha e genro acometidos  pelo COVID-19. Em boa hora procuraram, calçados em seus planos de saúde, o Hospital SOBRASA. Lá, receberam o melhor atendimento possível, ficaram internados por uma semana, com supervisão médica exemplar. Assintomáticos, receberam alta e estão em casa, cumprindo mais um período de isolamento.

O Hospital SOBRASA hoje é referência em atendimento para quem procura seus serviços.

CONTRATAÇÃO INDEVIDA?

 A coluna recebe correspondência de conhecido advogado teixeirense, noticiando que a  Prefeitura de Teixeira de Freitas contratou, sem licitação, o escritório de advocacia FERNANDO NEVES E CONSULTORES ASSOCIADOS para “recuperação de valores repassados a menor pelo  Fundo de Participação dos Municípios”. Pergunta do missivista: com tantos advogados na Procuradoria do Município, há necessidade de onerar o erário com esse tipo de contratação, sem licitação, inclusive?

A pergunta é pertinente.

UMMI

São muito graves as denúncias de uma mãe que perdeu sua criança na UMMI, em Teixeira de Freitas. Segundo ela, a médica esperou 42 semanas para fazer o parto e tentou medicação para parto normal, quando o caso exigia cesárea e 40 semanas. Deu-se que a criança acabou fazendo cocô ainda na barriga da mãe. Na sequência, a criança veio a óbito. Na reportagem do site Liberdade News, várias cartas de leitores denunciam outros casos. Sem querer prejulgar, espera-se que investigações profundas sejam feitas, nesse e em outros casos, de preferência pelo Ministério Público.

É o mínimo que se espera.

PANDEMIA EM TEIXEIRA

Nessa última quarta-feira, 24 de junho, os casos do novo coronavirus, segundo boletim epidemiológico da Prefeitura de Teixeira de Freitas, apontavam 1175 casos da doença. Os casos recuperados chegavam a 996, os casos ativos a 160, pessoas internadas 30 e óbitos confirmados 19.

Os números crescem dia a dia.

LETALIDADE

Causa espécie a atitude otimista de setores da administração municipal teixeirense quando analisa o quadro de letalidade por aqui. Os números apontam a letalidade dos casos em 1,6%. Será que é pouco para ser considerado um número aceitável? Qualquer óbito é inaceitável, perto de 2% torna-se temível.

Quais providências estão sendo tomadas?

CONSTATAÇÃO

Esse atemorizado escriba esteve conversando com um conceituado médico de Teixeira de Freitas e ele aponta duas causas para o crescimento dos casos de COVID 19 em Teixeira. Primeiro, ele aponta a falta de consciência da população para a taxa de contaminação do mal. As pessoas, decididamente, estão na rua, a maioria sem máscaras, sem observar o distanciamento, procedendo como se nada de anormal estivesse acontecendo. Nos bairros, sem fiscalização, bares vivem cheios.

A consciência da gravidade da pandemia, para a maioria, não existe.

O OUTRO FATOR

Para o médico, outro fator determinante para o crescimento do número de infectados são as tímidas medidas do poder público municipal frente à pandemia. Para ele, o crescimento dos casos deveria ser alvo de paralisação total das atividades do comércio. Raciocina o médico que não há outra solução do que reprimir quem não obedece aos protocolos, pois acabam atingindo quem procura atendê-los.

Falou quem entende.  

DEUS NO SALVE

As mortes por CONVID estão se dando, em maioria avassaladora        , no atendimento da rede pública na cidade. No SOBRASA, por exemplo, ainda não aconteceu qualquer óbito, mas aí é para quem pode pagar um bom plano de saúde, longe da possibilidade da maioria da população. Em que pese a dedicação dos profissionais da UPA, Regional e Hospital de Campanha, a estrutura dessas unidades e das UBS não favorece o tratamento da COVID.

Quem cair doente do mal e tiver que ser atendido na rede pública, tem que colocar Deus na causa com muita força.

ONDE ESTÁ A OPOSIÇÃO DE TEIXEIRA?

As eleições municipais se aproximam e o que vemos é a oposição dormindo em berço esplêndido, com a administração municipal voando em céu de brigadeiro. Ninguém preconiza aqui uma oposição cega e agressiva, mas quem clame contra as coisas dúbias da administração. Elas existem, estão patentes, mas, com evidente silêncio por parte da imprensa, nem são tocadas. O PT, por exemplo, continua dividido, por mais que o discurso aparente diga o contrário.

Esse escriba pode e quer estar enganado, mas é quase impossível uma união dos partidos contra a atual governança de Teixeira.

Que tenhamos convicção ideológica, é o mínimo que se pede.

DESCRENÇA

Como aceitar uma frente contra Bolsonaro com participação, por exemplo, de Moro, o principal responsável pela eleição do Capitão Cloriquina? Participarão dessa frente os que engendraram o golpe que depôs Dilma?

É melhor esquecer tal projeto, gestado dessa  maneira.

MAIS DESCRENÇA

Esse descorçoado escriba aposta 10 por 1 que a prisão de Queiroz e o inquérito das rachadinhas e dos fakes news darão em nada. As provas abundam, mas juízes aparelhados também.

Se fosse Lula, já estaria preso.

DECOTELLI

Parece invejável o currículo do professor Decotelli, novo ministro da Educação, convocado por Bolsonaro para o cargo. Só que a questão não é de nomes, mas de estrutura de pensamento ideológico que norteia o governo cloroquina. A estrutura de pensamento do fascismo que impera no atual governo, exigida e aceita por quem participa dele, impede qualquer ilusão quanto ao nosso futuro educacional. A questão não é de nomes, mas o pensamento do atraso que  molda as decisões governamentais.

Elementar, meu caro Watson.

FRASES DA TOCA

“Agora mudou: cadê a mulher do Queiroz?” (José Simão)

“Fala, Queiroz!”. (Emir Sader)

“O que será de nós, aqui na Rua do Pó?” (Morador da Rua do Pó, reclamando do abandono dos moradores daquela rua pela administração Timóteo Brito).

“Se não é doutor, como Decotelli pode se intitular pós-doutor na Alemanha?” (Jornalista José Cássio, depois que o reitor da Universidade de Rosário desmentiu que Decotelli tenha tirado, naquela universidade, o título de doutor).

 “A água não pode ter dono”. (Ex-presidente Dilma Roussef, falando contra a privatização da água, aprovada pelo Senado). –

“O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim: esquenta e esfria,
aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem.” (Guimarães Rosa)

 

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês